mama-1.jpg

9 de agosto de 2017 Novas Tecnologias

A mamografia 3D, também conhecida como Tomossíntese, é uma das grandes evoluções para o diagnóstico do câncer de mama. Devido à alta precisão e ao detalhamento de lesões suspeitas, a procura pelo exame tem aumentado significativamente nos últimos anos.

Um estudo nos Estados Unidos, realizado com 500 mil mulheres e divulgado pelo Journal of the American Medical Association (JAMA), mostrou que, comparada à mamografia 2D, a Tomossíntese detectou um volume de casos de câncer de mama invasivo 40% superior.

De acordo com a diretora médica da Mamorad, Radiá Pereira dos Santos, o exame em 3D alterou a forma de entendimento da mamografia, reduzindo os índices de falsos positivos em 15 %. A tecnologia já é aprovada no Brasil há alguns anos, porém ainda pouco utilizada.

A Dra. Radiá aponta algumas diferenças entre a tomossíntese e a mamografia convencional:

– O exame em 2D pode criar sombras sobrepostas. Já em 3D, oferece mais opções de ângulos e, portanto, mais precisão no resultado;

– A mamografia 2D é importante para a detecção de pequenos depósitos de cálcio e, por isso, não deve ser aposentada. Em muitos casos, ambas se complementam na obtenção de um diagnóstico preciso;

– A Tomossíntese é feita quando surgem dúvidas na mamografia convencional, pois a imagem da mama em 3 D é mais clara e permite avaliar se os tumores são invasivos ou não;

– A mamografia tridimensional possibilita um mapeamento detalhado em toda a glândula mamária, tornando possível visualizar segmentos minúsculos da mama em três dimensões. A evolução permite que o médico perceba toda estrutura dentro da glândula mamária, melhorando o diagnóstico sensivelmente.

Segundo a pesquisa do JAMA, a mamografia 3D aumenta em 29% a detecção de cânceres mamários em relação ao exame bidimensional. Considerados apenas os tumores agressivos, a diferença chega a 41%.


mamorad-curso-03-628x353.jpg

16 de dezembro de 2015 Novas Tecnologias

Diretora médica da clínica Mamorad, Radiá Pereira dos Santos coordena e ministra palestras durante a qualificação

Os cursos de Imersão em Mamografia do Instituto César Santos já capacitaram mais de 400 alunos em todo país. A 14° edição da qualificação ocorreu nos dias 20 e 21 de novembro em Porto Alegre (RS) e contou com a coordenação e a palestra da diretora médica da MAMORADRadiá Pereira dos Santos, em parceria com o responsável pelo setor de Imaginologia Mamária da Santa Casa de Misericórdia de São PauloCarlos Alberto Ferreira.

– É um curso de imersão muito importante. Nesses sete anos em que realizamos, foram mais de 400 profissionais capacitados. Nós realizamos uma revisão e uma reciclagem em mamografia e ultrassonografia. Também mostramos aproximadamente 2.000 exames de imagem para debater e melhorar nossa profissão – reforça Radiá Pereira dos Santos, especialista em radiologia e mastologia que possui mais de 30 anos dedicados exclusivamente à mamografia.

O curso abordou temas relativos à mama e mamografia, tais como física das radiações, técnicas de posicionamento, BI-RADS, ultrassom de mama, calcificações, distorções arquiteturais, procedimentos invasivos em mama. A capacitação foi destinada a médicos da área da radiologia, mastologia, ginecologia e residentes.


© Copyright 2022 Mamorad. Todos os direitos reservados.


Política de Privacidade e Termos de Uso

RESULTADO ON-LINE DE EXAMES